Atualizado em: 6 de maio de 2022 às 12:02h
Encontre o que você precisa aqui:

Alhandra capacita profissionais para implantar no município o Serviço de Acolhimento Familiar

Início Alhandra capacita profissionais para implantar no município o Serviço de Acolhimento Familiar

A Prefeitura de Alhandra, por meio da Secretaria Municipal de Ação Social, Cidadania e Habitação, em parceria com as secretarias de Saúde e Educação, participou na última sexta-feira(08) de uma reunião de capacitação para implantar o Serviço de Acolhimento Familiar no município. Estiveram no encontro profissionais destas secretarias com a presença da promotora de Alhandra, IlCléia Cruz, a secretária de Ação Social, Juliana Vidal e representantes da coordenação do Serviço de Acolhimento Familiar do Estado. 

 

O encontro tem o objetivo de capacitar os envolvidos para implantar o Serviço de Acolhimento Familiar no município. Este serviço é o acolhimento de crianças e adolescentes afastados do convívio familiar por meio de medida protetiva, em residências de famílias acolhedoras devidamente credenciadas. 

 

O tempo do acolhimento pode durar de seis meses a um ano e meio, ou até que a criança retorne a sua família de origem, extensa ou seja encaminhada para adoção. O serviço funciona da seguinte forma: a cada três meses é feita uma avaliação da situação da criança ou adolescente acolhido, de sua família de origem, suas potencialidades e possibilidades de reintegração familiar. Cada família acolhedora poderá acolher em sua casa apenas uma criança ou adolescente por vez, exceto no caso de grupo de irmãos. 

 

Para se tornar uma família acolhedora é necessário ter idade igual ou superior a 21 anos, e possuir residência com condição de moradia e todos os membros da família concordar. Deve também ter estabilidade financeira, e ter perfil para cuidados com crianças e adolescentes de acordo com os requisitos previstos. 

 

O Serviço de Família Acolhedora é voluntário, não sendo possível a remuneração de qualquer natureza. A família acolhedora receberá um salário mínimo por criança ou adolescente acolhido para ser utilizado conforme orientações da equipe técnica da execução do Plano Individual de Atendimento. 

 

fonte: Assessoria de Comunicação da Prefeitura de Alhandra

texto: Wagner Mariano

foto:  Jessana Ômega

13/04/2022

Compartilhar

Notícias Relacionadas

Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support