Atualizado em: 6 de maio de 2022 às 12:02h
Encontre o que você precisa aqui:

Superintendência Municipal de Trânsito

Início Superintendência Municipal de Trânsito

Carlos Souza

Secretário(a)

Informações

Endereço

Rua Godofredo da Silveira, nº 16. Centro Alhandra - Alhandra - Paraíba

CEP: 58320000

Telefones

- 08399117-1353

E-mail

smtran@alhandra.gov.br

Expediente

Segunda a Sexta-feira, das 7h30 às 12h e das 13h30 às 17h30, exceto feriados

Secretário(a)
Carlos Souza

A Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos
de Alhandra – SMTRAN, dotada de personalidade jurídica de direito público e vinculada ao
Gabinete do Chefe do Poder Executivo.

A Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos de
Alhandra – SMTRAN tem por finalidades:
I – o planejamento, a organização, a direção, a coordenação, a execução, a
delegação e o controle da prestação dos serviços públicos relativos a transporte
coletivo e individual de passageiros, tráfego, trânsito e sistema viário do Município
de Alhandra.
II – o cadastro, a vistoria e a autorização de veículos;
III – a educação de trânsito;
IV – a engenharia de trânsito e transportes;
V – a operação dos sistemas de trânsito e transportes, o policiamento e a
fiscalização;

VI – O julgamento de infrações e de recursos; e
VII – a aplicação de penalidades, na forma prevista no art. 5°, da Lei n° 9.503, de
23 de setembro de 1997, e demais normas complementares.

 

A SMTRAN tem por objetivo proporcionar segurança e fluidez no trânsito
viário e assegurar a qualidade dos sistemas de transportes, contribuindo para
melhorar a qualidade de vida da sociedade e garantir o direito de ir e vir dos
cidadãos no âmbito do Município de Alhandra.

 

São atribuições da Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes
Urbanos de Alhandra – SMTRAN:

Na área de trânsito, compete a Superintendência Municipal de
Trânsito e Transportes Urbanos, como Órgão Executivo Municipal de Trânsito,
exercer as competências previstas na Lei n° 9.503/97 – Código de Trânsito Brasileiro:
I – cumprir e fazer cumprir a legislação e as normas de trânsito, no âmbito de suas
atribuições;
II – planejar, projetar, regulamentar e operar no trânsito de veículos, de pedestres
e de animais, e promover o desenvolvimento da circulação e da segurança de
ciclistas;
III – implantar, manter e operar o sistema de sinalização, os dispositivos e os
equipamentos de controle viário;
IV – coletar dados estatísticos e elaborar estudos sobre os acidentes de trânsito e
suas causas;
V – estabelecer, em conjunto com os órgãos de polícia ostensiva de trânsito, as
diretrizes para o policiamento ostensivo de trânsito;
VI – executar a fiscalização de trânsito, atuar e aplicar as medidas administrativas
cabíveis por infrações de circulação, estacionamento e parada, previstas no Código
de Trânsito Brasileiro;
VII – aplicar as penalidades de advertência por escrito e multa por infrações de
circulação, estacionamento e parada, previsto no Código de Trânsito Brasileiro –
CTB, notificando os infratores e arrecadando as multas que aplicar;
VIII – fiscalizar, autuar e aplicar as penalidades e medidas administrativas cabíveis
relativas a infrações por excesso de peso, dimensões e lotação dos veículos, bem
como notificar e arrecadar as multas que aplicar;
IX – fiscalizar o cumprimento da norma contida no art. 95 do CTB, aplicando as
penalidades e arrecadando as multas nele previstas;

X- Suprimido pela Emenda Supressiva n.o 002/2014;
XI – arrecadar valores provenientes de estada e remoção de veículos e objetos, e
escolta de veículos de cargas superdimensionadas ou perigosas;
Xll-credenciar os serviços de escolta, fiscalizar e adotar medidas de segurança
relativas aos serviços de remoção de veículos escolta e transporte de carga
indivisível;
XIXI – integrar-se a outros órgãos e entidades do Sistema Nacional de Trânsito
para fins de arrecadação e compensação de multas impostas na área de sua
competência, com vistas à unificação do licenciamento, à simplificação e à
celeridade das transferências de veículos e de prontuários dos condutores de uma
para outra unidade da federação;
^ XIV – implantar as medidas da Política Nacional de Trânsito e do Programa Nacional * de Trânsito;
XV – promover e participar de projetos e programas de educação e segurança de
trânsito de acordo com as diretrizes estabelecidas pelo Conselho Nacional de
Trânsito – CONTRAN;
XVI – planejar e implantar medidas para redução de circulação de veículos e
reorientação de tráfego, com o objetivo de diminuir a emissão global de poluentes;
XVII – registrar e licenciar, na forma da legislação, ciclomotores, veículos de tração
e propuisão humana e de tração animal, fiscalizando, autuando, aplicando as
penalidades e arrecadando as multas decorrentes de infrações;
XVIII – conceder autorização para conduzir veículos de propuisão humana e de
tração animal;
XIX – articular-se com os demais órgãos do Sistema Nacional de Trânsito no
Estado, sob a coordenação do Conselho Estadual de Trânsito – CETRAN (PB);
XX – fiscalizar o nível de emissão de poluentes e ruído produzidos pelos veículos
automotores ou pela sua carga, de acordo com o estabelecido no art. 66 do CTB;
XXI – executar as atividades relacionadas com o planejamento, circulação,
operação e fiscalização do trânsito e dos transportes urbanos, que em virtude de
delegação ou convênio, venham a lhe ser atribuídas por Órgãos e Entidades da
administração pública da União, do Estado e do Município de Alhandra;
XXII – coordenar a elaboração de estudos, programas e projetos relacionados com
o sistema viário e o sistema de circulação do Município, e
XXIII – analisar e emitir parecer técnico sobre a implementação de planos e
projetos referentes a loteamentos, conjuntos habitacionais e a qualquer tipo de equipamento urbano, construção ou eventos que possam vir a influenciar a fluidez
do trânsito e o sistema de transporte urbano.
Parágrafo Segundo. Na área de transportes públicos de passageiros, compete a
Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes Urbanos, exercer as
competências previstas no Sistema de Transportes Públicos de Passageiros – STPP:
I – executar, no âmbito do Município a Política Nacional de Transportes Públicos
Rodoviários, desenvolvendo o planejamento e a programação do STPP – Alhandra e
vistoriar veículos que necessitem de autorização especial para transitar e
estabelecer os requisitos técnicos a serem observados para a circulação desses
veículos;
II – promover estudos e projetos relativos ao Sistema Municipal de Transporte
Público de Passageiros;
III – disciplinar, conceder, operar e fiscalizar os serviços de transporte público de
passageiros em geral no âmbito do Município;
IV – detalhar operacionalmente o sistema de transporte público de passageiros no
Município, fixando itinerários, freqüências, horários, lotação, equipamentos, turnos
de trabalho, integração intermodal, locais, tempo de parada e critérios para
atendimentos especiais;
V – fiscalizar, seguindo parâmetros definidos, a operação e a exploração dos
transportes públicos de passageiros por ônibus, por táxi e mototáxi, por transporte
escolar e por transportes especiais, promovendo as correções, aplicando as
penalidades regulamentares às infrações e arrecadando os valores provenientes de
multas;
VI – elaborar estudos, executar e fiscalizar a política e os valores tarifários fixados
para cada modalidade de transporte público de passageiros;
VII – calcular, acompanhar e controlar a receita do Sistema de Transportes
Públicos de Passageiros, receitas extras tarifárias e das tarifas aprovadas pelo
Poder Público Municipal;
VIII – especificar os equipamentos obrigatórios (sem prejuízos daqueles previstos
na legislação de trânsito), bem como os parâmetros técnicos operacionais e de
comunicação visual dos veículos de transporte público, com base na
regulamentação pertinente;
IX – construir, manter e administrar diretamente ou por delegação, abrigos,
terminais de ônibus, pátios de estacionamento e demais equipamentos necessários
ao funcionamento adequado do Sistema de Transportes Públicos de Passageiros –
STPP de Alhandra;

X – realizar auditorias contábeis e técnicas nas empresas operadoras e demais
integrantes do STPP;
XI – conferir permissões às pessoas jurídicas de direito público ou privado e às
pessoas físicas, para operarem em caráter delegado, os serviços de transporte
público;
XII – intervir no Sistema, utilizando ou delegando os meios necessários à prestação
dos serviços de transporte público de passageiros, de forma a garantir a
continuidade dos mesmos, sempre que houver motivação ou interrupção total ou
parcial dos serviços;
XIII – realizar programas de capacitação de pessoal na área de trânsito e
transportes, visando o desenvolvimento e aprimoramento de suas ações;
XIV – estabelecer os esquemas operacionais para os serviços de transportes de
passageiros nas modalidades táxi e mototáxi, definindo custos, equipamentos
obrigatórios nos termos da Lei no 12.009, e locais de estacionamentos – pontos de
embarques;
XV – administrar a execução do STPP e das normas sobre transportes públicos de
passageiros no Município de Alhandra;
XVI – realizar diretamente ou através de terceiros contratados ou convenientes,
estudos, pesquisas, e trabalhos técnicos requeridos à administração do transporte
público de passageiros, e ao aprimoramento técnico e gerencial das empresas
operadoras, no Município de Alhandra;
XVII – atuar junto a órgãos públicos ou privados no âmbito do Município, do Estado
e da União, que disponham sobre segmentos que afetam o trânsito e os transportes
públicos de passageiros, visando compatibilizar as ações de interesse comum no
Município de Alhandra, e
XVIII – manter sistemas informatizados, capazes de coletar, processar, analisar e
fornecer dados e informações referentes ao STPP – Alhandra, em seus aspectos
cadastrais, operacionais e econômicos.

A autonomia administrativa, orçamentária, financeira, patrimonial e autoorganizacional da SMTRAN, bem como as prerrogativas e os direitos inerentes a sua
personalidade jurídica de ente público descentralizado, serão exercidos,
especialmente, pela capacidade de:

I – Gestão administrativa:
a) organizar o quadro de pessoal necessário ao pleno desempenho das atribuições
da SMTRAN, de acordo com seus recursos orçamentários e a qualificação
profissional, de forma a garantir a qualidade das ações e serviços;

b) normatizar o gerenciamento de pessoal, estabelecendo os casos de admissão e
contratação temporária ou não, observada a legislação municipal vigente;
c) instituir políticas permanentes de formação e desenvolvimento de seu quadro de
pessoal;
d) zelar pelo cumprimento das normas disciplinares e, se for necessário,
encaminhar para a Procuradoria Jurídica Municipal os casos a serem apurados;
e) estabelecer a política de organização interna de serviços e sua modernização;
f) realizar os procedimentos referentes a contratos administrativos pertinentes a
obras, serviços, compras, alienações, concessões, permissões e locações,
atendendo os dispositivos da Lei Federal no 8.666, de 21 de junho de 1993, da Lei
Federal no 10.520, de 17 de julho de 2002 e legislação correlata; e
g) estabelecer sua própria política de materiais e equipamentos.
II – Gestão orçamentária, financeira e patrimonial:
a) elaborar, participativamente, a proposta orçamentária, discriminando receitas e
despesas com base na estimativa da produção de serviços de seu Plano Anual de
Trabalho;
b) administrar os recursos financeiros, os bens móveis e imóveis que estejam sob
sua responsabilidade por força de lei, convênio ou consórcio ou quaisquer outros
instrumentos congêneres; e
c) controlar a execução orçamentária e a aplicação das dotações e recursos
financeiros, bem como estabelecer normas internas de execução e controle do
orçamento e remanejamento de verbas, sem prejuízo dos demais controles e/ou
tutelas administrativas exercidos pela Administração Direta.

Ao continuar navegando no nosso portal, você concorda com a nossa Política de Privacidade. Para ter mais informações, acesse nossa página de Política de Privacidade

Page Reader Press Enter to Read Page Content Out Loud Press Enter to Pause or Restart Reading Page Content Out Loud Press Enter to Stop Reading Page Content Out Loud Screen Reader Support